Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura apresentam

Tempo, tempo, tempo

04/10/2020 - 19:00

Construímos uma narrativa de tempo apartada do tempo da Terra. Trocamos a referência do sol e das estações por um conceito de tempo medido mecânica e repetidamente em minutos, horas, dias, absolutamente regulares. Escolhemos nos (des)orientar pelas horas e, costumamos nos deixar apressar por estímulos “urgentes”. Será que aceleramos e encurtamos o tempo, nos perdendo do pulso da Terra? Como é sua relação com o tempo? Como seu tempo interno se conecta com o ritmo do planeta?

| CONVIDADOS

CRISTINE TAKUÁ
Cristine Takuá é filósofa, educadora e artesã indígena, povo Maxakali. Vive na aldeia do Rio Silveira no litoral norte de São Paulo, onde é professora da Escola Estadual Indígena Txeru Ba’e Kuai’ e também auxilia nos trabalhos espirituais na casa de reza. É também Fundadora e diretora do Instituto Maracá. É representante do núcleo de educação indígena dentro da Secretaria de Educação de SP e membro fundadora do FAPISP (Fórum de Articulação dos Professores Indígenas do Estado de SP).

LUIZ ALBERTO OLIVEIRA
Físico, doutor em Cosmologia, foi pesquisador do Grupo de Cosmologia, Relatividade e Astrofísica do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF/MCTI), onde também atuou como professor de História e Filosofia da Ciência. Professor, palestrante e consultor de diversas instituições, é atualmente o curador do Museu do Amanhã do Rio de Janeiro.

PAULINHO MOSKA
As primeiras gravações profissionais de Moska aconteceram no álbum de estreia do grupo vocal A Garganta Profunda. Aos 20 anos fundou “Os Inimigos do Rei”. Começou a construir sua carreira solo a partir de 1993 no álbum “Vontade”. Com o álbum “Tudo Novo de Novo” (2003), Moska iniciou uma relação com a América Latina gravando “A Idade do Céu”, versão para “La Edad del Cielo” do uruguaio Jorge Drexler. Moska já emplacou incontáveis temas em trilhas da TV Globo além de compositor muito requisitado por outras vozes. A primeira foi Marina Lima, depois vieram artistas como Maria Bethânia, Elba Ramalho, Ney Matogrosso, Maria Rita, Mart’nália, Lenine, Francis Hime, Zélia Duncan e Gal Costa.

| MEDIAÇÃO

ADRIANA L. DUTRA
Adriana L. Dutra é fundadora do Grupo Inffinito. Diretora, roteirista e documentarista com 25 anos de experiência em todos os aspectos da indústria audiovisual. É diretora do Circuito Inffinito de Festivais, Diretora do Fórum dos Festivais, foi membro da comissão do Oscar no Brasil, júri do Prêmio Netflix, júri da seleção do Prêmio Goya no Brasil. Dirigiu o Documentário “Quanto tempo o Tempo Tem”, além de outros diversos filmes e séries para TV. Está em finalização de seu mais novo documentário longa metragem “Sociedade do Medo”.

Detalhes

TIPO
Diálogos

TEMA
Arte / Natureza

PALESTRANTE
Cristine Takuá / Luiz Alberto Oliveira / Paulinho Moska

Você também irá gostar:

Geodiversidade da Lagoa de Araruama

com Katia Mansur / Marcelo Motta

Territórios RJ | 03/10/2020 às 16:00

+ informações + google calendar

O Alimento que Regenera a Terra

com Marcos Palmeira / Namastê / Nanda Barreto

Conversa | 03/10/2020 às 17:30

+ informações + google calendar

Luciane Dom

com Luciane Dom

Performance | 03/10/2020 às 18:45

+ informações + google calendar

© 2020 Todos os direitos reservados.
MashUp Agência de Publicidade e Eventos LTDA - CNPJ: 05166886/0001-61

Desenvolvido por Outlab.